Carnaval, sou contra! Carnaval, sou à favor! Carnaval, sou … nem um, nem outro, sei lá?

Captura de Tela 2016-02-10 às 17.16.19

Caraca, tenho ouvido tantas besteiras nestes últimos tempos, e olhem que ainda sou de certa forma surdo de um dos meus ouvidos.

Vamos generalizar essa bagaça, prá não dizerem depois de que estou só falando do nosso Quintalão, mas em já falando desse pedaço de terra em qual vivemos, não tivemos o tal carnaval como muitos queriam, entre os quais me incluo, ou seja com escolas de samba indo e vindo, todos fantasiados, todos alegres, todos contentes, com dentes ou sem dentes, com roupas ou sem roupas, com fantasias caras ou só com fantasias rotas, ou sem fantasias, com “gouache” nas fuças, e lá vão e lá vem os carnavalescos esquecendo-se dos IPVA”s, dos IPTU’s, e de muitas outras desgraças que estão por aí ou estão por vir.

Não ocorreram em muitas cidades os tradicionais festejos do carnaval, como antes faziam pois as desculpas eram, ou são de que não há verba para isso ou para aquilo.

Esquecendo que escrevo para um jornal de uma cidade onde também não ocorreram os tais desfiles pois as verbas foram contidas pois os discursos (poliqueiros e claro) era ou é para que as verbas seriam, serão utilizadas para a Saúde, Segurança e para a Educação…ahahahahaahahahaha, que palhaçada, digna de um carnaval infindável.

Percebam a mediocridade desse discurso, as verbas das Secretarias (quando existem) de Cultura, são depois das Secretarias de Meio Ambiente, as secretarias que menos recebem verbas, assim se as verbas das tais Secretarias de Cultura forem repassadas para o atendimento à Saude, à Educação e à Segurança, nós todos estamos na melhor das hipótese FUDIDOS.

Se em tempo normal as secretarias que recebem mais verbas, não se sustentam em pé, a desculpa em recorrer às mais pobres e mais vazias é um discurso vazio,sem graça e não dá rima nem pro carnaval.

Agora se pensarmos um pouquinho só( isso e para aqueles que pensam, não é só para aqueles que esta leem, pois tem muito analfabeto que sabe pensar bem e melhor, tem também os analfabetos funcionais, esses são outra história) continuando, se a desculpa são verbas, lembrem-se que o CARNAVAL É CULTURA, e uma das poucas manifestações culturais nesse enorme Quintalão que GERA RENDA, através de vestimentas, instrumentos, veículos, energias, comidas, bebidas, transporte e até segurança, dizer que o Carnaval é besteiras e que o dinheiro deve ser empregado nisto ou naquilo, é o mesmo que querer acender fogueira com dinheiro, pois as verbas que dessa manifestação cultural decorrem é de números grandiosos. Querem mentir para sí mesmo é querer tampar o sol com peneira.

E viva o Carnaval, e que viva a Cultura em todas as suas manifestações, querer ser contra tudo isso é o exercício da mediocridade, e essa está a cada vez mais próxima…

10/02/2016

Manéco